28/04/2018 às 10h10min - Atualizada em 28/04/2018 às 10h10min

Gleisi Hoffmann relata ataque a tiros contra acampamento pró-Lula, em Curitiba

Polícia Militar confirma que homem foi atingido e está em estado grave

O Fato com JB

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou neste sábado (28), pelas redes sociais, que o acampamento de apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba, foi alvo de um ataque a tiros nesta madrugada. Segundo o relato de Gleisi, duas pessoas estariam feridas, uma delas em estado grave.

"Ataque com mais de 20 tiros contra acampamento Marisa Letícia, nesta madrugada, em Curitiba, deixou duas pessoas feridas. Um companheiro do movimento sindical de São Paulo, o Jeferson, está em estado muito grave e corre risco de morrer. É uma barbaridade! Temos de denunciar ao mundo esse estado de violência no Brasil, motivado pelo ódio e pela intolerância. Não podemos nos calar diante da gravidade do que está acontecendo!! Esperamos providências rigorosas por parte das autoridades de segurança.

Gleisi relata ataque contra acampamento pró-Lula, em Curitiba

A Polícia Militar de Curitiba confirma que um homem de 39 anos foi baleado no pescoço na Rua Padre João Wislinski no bairro Santa Cândida, onde fica o acampamento pró-Lula, na madrugada deste sábado.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) de Curitiba desde o dia 7 de abril. Ele foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, na Operação Lava Jato no caso do triplex do Guarujá.

Tiros contra caravana

No dia 27 de março, dois ônibus da caravana de Lula foram atingidos por tiros no caminho entre Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná. Ninguém ficou ferido. A perícia técnica da Polícia Civil do Paraná atestou que a caravana de Lula foi atingida por dois tiros de arma de fogo calibre 32. As investigações prosseguem.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...