29/09/2017 às 20h29min - Atualizada em 29/09/2017 às 20h29min

Conseg autoriza segurança do Estado para oficial de Justiça vítima de atentado

Segurança será feita por policiais militares, por tempo indeterminado, anunciou Sindicato dos Oficiais

O Fato com Cadaminuto

O Conselho Nacional de Segurança de Alagoas (Conseg) concedeu segurança do Estado para o oficial de Justiça Robert Manso, vítima de um atentado em sua residência, no dia 20 deste mês, no bairro Santa Amélia. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 29, pela assessoria do Sindicato dos Oficiais de Justiça de Alagoas (Sindojus).

Ainda conforme a entidade, a segurança será feita por policiais militares, por tempo indeterminado. A decisão foi proferida na sessão ordinária do Conseg realizada no começo da noite de ontem, 28, depois do depoimento de Manso ao presidente do Conselho, juiz Maurício Brêda.

O oficial participou da audiência acompanhado de representantes do Sindojus.

No dia do atentado, Robert Manso concedeu entrevista, onde cobrou proteção e outras medidas do Poder Público e narrou detalhes da tentativa de homicídio, que ele atribuiu ao tráfico de drogas.

Manso disse acreditar que seu trabalho cumprindo mandados judiciais incomodou os traficantes da região.

O oficial de justiça foi abordado por um homem que invadiu sua residência e anunciou que tinha ido até lá para matá-lo. Outros suspeitos também teriam participado da ação, dando cobertura. Segundo o oficial, depois que ele reagiu à tentativa de homicídio, o grupo fugiu deixando uma espingarda, uma balaclava e até calçados para trás.  

Dois dias depois do atentado, o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Otávio Leão Praxedes recebeu Manso e a esposa em seu gabinete, onde anunciou que recomendaria ao Conseg a disponibilização e policiais para fazer a segurança dele.

O caso está sendo investigado pelos serviços de inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e Polícia Civil e pelo delegado Thiago Prado, titular da Delegacia de Roubos.


Link
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

80.0%
20.0%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...