21/11/2015 às 18h42min - Atualizada em 21/11/2015 às 18h42min

Ameaça de ataques terroristas deixa Bruxelas em alerta,shoppings e metrô foram fechados

O Fato e Agências de Notícia Estadão

Além das partidas de futebol e shows serem adiados na capital da Bélgica, o governo decidiu aumentar o policiamento nas ruas

 

(Atualizado às 18h25) BRUXELAS - A Bélgica colocou neste sábado, 21, a cidade de Bruxelas em estado de alerta em virtude de uma ameaça grave e iminente de ataque terrorista. O metrô foi fechado e eventos cultutais e esportivos foram suspensos. Soldados faziam a segurança de prédios da União Europeia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

 

 

 

As forças especiais da polícia federal belga prenderam quatro pessoas que estavam em um veículo suspeito, no bairro histórico de Grand Sablon da capital Bruxelas. Depois disso, a prefeitura da cidade recomendou às cafeterias e aos restaurantes que fechem suas portas na noite deste sábado como medida de precaução.

 

 

As pessoas precisam encontrar rotas alternativas para o metrô, que foi fechado por precaução

As pessoas precisam encontrar rotas alternativas para o metrô, que foi fechado por precaução

As pessoas precisam encontrar rotas alternativas para o metrô, que foi fechado por precaução

 

 

Uma semana após os ataques de Paris realizados por militantes do Estado Islâmico, dos quais um suspeito de Bruxelas está foragido e é apontado por autoridades como altamente perigoso, a cidade foi colocada no nível 4 de alerta, o mais alto da escala, depois de uma reunião dos principais ministros, a polícia e serviços de segurança.

 

O órgão de crise do governo informou que estava pedindo às autoridades locais para cancelar grandes eventos e pediu que as pessoas evitassem multidões. As partidas do Campeonato Belga em Bruxelas e seus arredores foram adiadas. O metrô da capital foi fechado e a presença militar e policial, ampliada.

 

"O resultado de informações relativamente precisas apontou para o risco de um ataque parecido com o que ocorreu em Paris”, disse o primeiro-ministro belga, Charles Michel, em entrevista coletiva neste sábado. “Nós estamos falando sobre a ameaça de vários indivíduos com armas e explosivos lançarem um ataque simultâneo."


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

78.8%
21.2%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...