15/04/2020 às 21h48min - Atualizada em 15/04/2020 às 21h48min

Indicação pede fiscalização em estabelecimentos que têm inflacionado itens da cesta básica

Luciano Milano/Dicom
Assessoria
 

“Itens como feijão e massa de cuscuz cujos preços sofreram aumento, respectivamente, de 100% e 123%, para a venda ao consumidor são só alguns exemplos para mostrar que, infelizmente, há muita gente em Maceió tentando lucrar em cima da pandemia da covid-19, em um momento bastante difícil para todos nós. Por esse motivo, apresentei indicação ao Executivo que possa acionar o Procon de nossa capital para fiscalizar e punir os estabelecimentos que estão agindo de má-fé”. A declaração foi dada pelo vereador e líder do governo na Câmara Municipal de Maceió, Samyr Malta (PTC), em sessão ordinária virtual realizada nesta quarta-feira (15). Indicação de sua autoria foi aprovada e agora segue para a Prefeitura para que tome providências quanto ao aumento abusivo de produtos básicos que vão à mesa da população.

A iniciativa de Samyr Malta recebeu apoio dos demais vereadores como Cleber Costa (PSB), em aparte à fala do líder do governo.

“Parabenizo a indicação do vereador Samyr Malta e a preocupação com o oportunismo de alguns estabelecimentos em Maceió. De fato, há quem queira lucrar em um momento de dificuldade: como exemplo disso, ovo, um alimento comum na dieta da população, está chegando a R$ 12 a dúzia”, denunciou, citando mais um item com reajuste.

Ainda de autoria de Malta, a Casa de Mário Guimarães também aprovou indicação para que o Poder Público municipal determine a abertura das redes de Wi-Fi custeadas pela prefeitura em prédios públicos como escolas, postos de saúde, entre outros, assim como verificar a possibilidade de instalação de pontos de internet adicionais em bairros mais carentes da capital. Ele também conseguiu aprovar moção de congratulação a engenheiros e pesquisadores alagoanos que produziram respiradores de baixo custo. Batizado de “Respiral”, o produto será utilizado no combate nos casos mais graves em pacientes com covid-19.

Também como pauta da Ordem do Dia desta quarta-feira, o vereador Chico Filho (MDB) teve requerimento aprovado para que o Executivo isente da taxa de pagamento a renovação dos taxistas em 2020.

“Atualmente, a taxa custa R$ 142,00. Para o município, talvez não seja muito, mas para os profissionais que fazem os táxis em Maceió, assim como muitos outros setores de nossa sociedade, é uma ajuda significativa, já que têm sofrido bastante com a crise do Coronavírus. Já mantive contato com o superintendente da SMTT, Antônio Moura, que está em contato com o prefeito Rui Palmeira para saber o que podemos fazer nesse sentido”, declarou Chico Filho.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

77.5%
22.5%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp