04/07/2016 às 17h04min - Atualizada em 04/07/2016 às 17h04min

Em despacho a juiz, promotor de AL diz esperar que réu "desça ao andar de baixo"

Procurado, ele não quis se manifestar sobre polêmica manifestação que cita 'Lúcifer'

O FATO COM A GAZETAWEB

A manifestação do Ministério Público de Alagoas (MPE) em um processo que tramita na 8ª Vara Criminal de Arapiraca chamou atenção nas redes sociais. Isso porque o promotor responsável pelo caso, José Alves de Oliveira Neto, disse "rezar"' para que o suspeito de diversos crimes, Evanaldo Galdino da Silva, conhecido como "Galego da Taquarana" , "seja promovido" e desça para o inferno.  A manifestação do  MPE se deu após a ausência do suspeito em uma audiência de instrução no Agreste.  

O parecer, que pode ser consultado no processo de número 0000337-57.2014.8.02.0069, repercutiu nas redes sociais e ganhou destaque durante o final de semana. No despacho, o promotor argumentou que, apesar de o juiz Jandir de Barros Carvalho ter liberado o suspeito da prisão em 2014, já era de se esperar que ele não comparecesse à audiência, visto o histórico de crimes praticados. 

"(..)Considerando tais fatos, nem peço a prisão, de novo! Vai dar mais despesas, se for pego, colocando-se, ainda, em risco, a vida dos agentes policiais destacados para a sua captura. Vamos rezar para que ele seja promovido e desça ao andar de baixo, junto ao seu mentor Lúcifer", despachou José Alves. 

O promotor disse ainda que o réu, "um dos criminosos mais perigosos do Nordeste, exímio na arte de praticar crimes, envolvido em crimes a banco, em pistolarem e mais um cipoal de condutas criminosas, que nem mesmo naqueles filmes americanos se pode ter paralelo, não era de se esperar compromisso com a justiça". 

No dia 20 de maio, o despacho do magistrado foi acolhido pelo juiz Jandir de Barros Carvalho. Procurado, o promotor não quis se manifestar sobre a polêmica.

 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

81.8%
18.2%