28/07/2016 às 09h06min - Atualizada em 28/07/2016 às 09h06min

Operação prende suspeitos de tráfico e deixa um morto em Maceió

Polícia cumpre 32 mandados de prisão e 35 mandados de busca e apreensão na capital e região metropolitana

O Fato com Gazrtaweb

Uma operação integrada das polícias Civil e Militar cumpriu, na manhã desta quinta-feira (28), 32 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão na capital e na região metropolitana de Maceió.

Informações iniciais são de que, pelo menos, nove pessoas foram presas e que um suspeito morreu num suposto confronto com a polícia.

Os mandados de prisão foram expedidos pela 15ª e pela 17ª Vara Criminal.

A polícia busca envolvidos com o tráfico de drogas e homicídios. Participam da operação a Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Militar e a Polícia Civil. 

Entre os presos durante a operação estão detentos que eram monitorados por tornozeleiras eletrônicas.

De acordo com o delegado de Repressão ao Narcotráfico, Gustavo Henrique, os detalhes da operação serão repassados durante uma coletiva que deverá acontecer ainda na manhã desta quinta.

MORTE NO CONJUNTO VIRGEM DOS POBRES

A operação desta manhã deixou, pelo menos, um morto. José Gilson dos Santos Júnior, 23 anos, morreu numa suposta troca de tiros com a polícia. A família dele, no entanto, contesta a informação.

"Meu filho morreu deitado na cama do quarto. Quem vier para nossa casa vai ver um quarto lavado de sangue. Como ele pode ter reagido? A polícia diz que ele tentou pular o muro, mas, na minha casa, não há quintal", afirmou, à porta do Hospital Geral do Estado, Marinalva Galdino dos Santos, mãe do suspeito morto.

 

 

Presos estão sendo encaminhados para o Complexo de Delegacias

FOTO: HELIANA GONÇALVES

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Presos estão sendo encaminhados para o Complexo de Delegacias

FOTO: HELIANA GONÇALVES

 

 

 

Operação cumpre mandados em Maceió e na região metropolitana

FOTO: HELIANA GONÇALVES

 

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

81.8%
18.2%