21/06/2016 às 01h45min - Atualizada em 21/06/2016 às 01h45min

Familiares formalizam no MPE denúncia de excessos na Academia da PM

LINK www.gazetaweb.com/portal/noticia.php?c=12385 Cadete teria passado mal e está internado após treinamento físico

O Fato com Gazetaweb

Familiares do cadete Artur Victor Lins da Silva, de 30 anos, estiveram, na tarde desta segunda-feira (20), na Promotoria de Justiça Coletiva e Direitos Humanos do Ministério Público Estadual, em Maceió, para oficializar a denúncia de que o militar passou mal e foi internado  por causa do excesso de esforço físico durante os treinamentos na academia militar.

Acompanhados do advogado, os familiares narraram a história e pediram a colaboração do MPE para que os fatos sejam esclarecidos e, caso haja um responsável, este seja punido. 

"Eles não querem se expor. Vieram oficializar a denúncia e narraram como a história aconteceu. Eles vão voltar aqui com todos os elementos, pois disseram que estão com muitas coisas que comprovam os excessos", informou o promotor Flávio Gomes.

Na semana passada, o representante do Ministério Público Estadual já havia enviado, ao comando da Polícia Militar, um pedido de abertura de um procedimento junto à Corregedoria. Ainda esta semana, a PM deve estar enviando o nome do oficial que será designado para apurar os fatos. 

De acordo com a assessoria da Polícia Militar, o cadete Artur Victor Lins da Silva, de 30 anos, entrou no curso por meio do concurso realizado em 2013 e iniciou as atividades na academia na última sexta-feira (10).


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp