20/05/2016 às 00h02min - Atualizada em 20/05/2016 às 00h02min

Artistas ocupam sede do Iphan e protestam contra fim do MinC

Manifesto acontece de forma simultânea em todas as capitais do país

O Fato com Gazetaweb

Artistas de diversos segmentos ocuparam, no final da tarde desta quinta-feira (19), a sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no bairro de Jaraguá, em Maceió, para protestar contra a extinção do Ministério da Cultura pelo governo Temer, que é chamado pelos artistas de "golpista". O manifesto, denominado de "Movimento Cultura contra o Golpe", acontece simultaneamente em todas as capitais do país.

 

"O Ministério da Cultura era fundamental para a formação e produção dos meios culturais e incentivo musical e artístico. Fora que é indispensável um país onde a cultura é tão expressiva não ter um ministério", desabafa Sandro Regueira, um dos organizadores.

 

 

Artistas participam de manifesto nacional e ocupam o Iphan

FOTO: PEDRO FERRO

A ocupação em Maceió aconteceu de forma pacífica e não tem previsão para acabar. Os artistas pretendem passar a noite no local. Entre os assuntos discutidos pelo segmento durante o manifesto, está a Virada Cultural, prevista para acontecer entre 3 e 5 de junho na capital alagoana.

 

 

Entre os participantes do manifesto estão músicos, artistas plásticos e grupos que atuam no segmento, como o Movimento Mova e o Coletivo Pupfuzz. No total, cerca de 100 pessoas aderiram ao manifesto em Maceió.

 

"Este governo é golpista e não tem legitimidade. É opressor contra o artista, é puro golpe", disse um artista que preferiu não se identificar.

 

 

Artistas pretendem acampar e dormir na sede do Iphan em Jaraguá

FOTO: CORTESIA

 

 

 

 

 

 
 

 

 
 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...