02/12/2021 às 00h17min - Atualizada em 02/12/2021 às 00h17min

Aldo Borges é indiciado pela Cpi por Formação de Quadrilha e Lavagem de Dinheiro

VEREADORES DE PORTO REAL DO COLÉGIO APONTAM CORRUPÇÃO E FORMAÇÃO DE QUADRILHA

DDD 82

Por unanimidade, a CPI DA ÁGUA BATIZADA foi encerrada - ontem - terça (30), com a aprovação do seu relatório final, a cargo do vereador José Ricardo de Oliveira Filho, que indicia um total de 5 pessoas. O prefeito de Porto Real do Colégio Aldo Ênio Borges assume o protagonismo, com 6 crimes. Os trabalhos foram abertos ainda pela manhã, pela comissão. Na sequência, José Ricardo leu o documento.

 

Os crimes apontados pela CPI em relação ao prefeito Aldo Borges são: Formação de Quadrilha, Fraude à execução, Lavagem de dinehiro, Falsidade de documento público, Peculato e Desacato à autoridade.

 

Aldo Popular também é acusado no relatório da CPI de desdém , para com a CPI e seus integrantes, que de forma irresponsável e debochada tratou, quando da sua oitiva no dia 24 de novembro de 2021, tratando os vereadores de moloqueiros, “bunitinho” e que não teria que dar satisfação aos vereadores, esquecendo que aos Vereadores, de acordo com a Constituição Federal, lhe são conferidos os poderes de fiscalizar os atos do Poder executivo, tanto da administração direta como indireta, o que é o caso.

Mais crimes

 

Os outros indiciados pelos crimes que completam a lista da CPI são: SANDRA RUFINO CABRAL, FERNANDO MARIANO DOS SANTOS MIGUEL, CIRO DE OLIVEIRA LIMA, MARIA GEILZA PINHEIRO ARAÚJO


 

O balanço da CPI da Água Batizada

 

 

A prova inconteste do desvio de, pelo menos, R$ 1.122.275,10 (um milhão, cento e vinte e dois mil, duzentos e setenta e cinco reais e dez centavos), constante no balanço anual do SAAE do exercício de 2020, comparado com a Receita Líquida informada pelo Município ao Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, onde não consta a receita informada no balanço anual, caracterizando os crimes de Peculato, improbidade administrativa e formação de quadrilha.

 

 

Outro crime que a CPI detém prova inequívoca é o crime de desacato à autoridade, uma vez que o Prefeito, Aldo Ênio Borges, em seu comparecimento à CPI da Água Batizada desacatou os vereadores componentes da CPI, de forma cabal, e, como todo depoimento foi transmitido ao vivo e gravado no Instagram da Câmara, resta comprovada através do vídeo.

CRIME DE DESACATO À AUTORIDADE

 

 ALDO ÊNIO BORGES

 

 

 

CRIME DE PECULATO

 

SANDRA RUFINO CABRAL

 

FERNANDO MARIANO DOS SANTOS MIGUEL

 

ALDO ÊNIO BORGES

 

 

 

 

CRIME DE FALSIDADE DE DOCUMENTO PÚBLICO

 

ALDO ÊNIO BORGES

 

 SANDRA RUFINO CABRAL

 

CIRO DE OLIVEIRA LIMA

 

MARIA GEILZA PINHEIRO ARAÚJO

 CRIME DE FALSIDADE IDEOLÓGICA

 

 SANDRA RUFINO CABRAL

 

 CIRO DE OLIVEIRA LIMA

 

MARIA GEILZA PINHEIRO ARAÚJO

 

 

 

 FRAUDE À EXECUÇÃO

 

 ALDO ÊNIO BORGES

 

 

 

CRIME DE LAVAGEM DE DINHEIRO

 

 ALDO ÊNIO BORGES

 

 

CRIME DE FORMAÇÃO DE QUADRILHA

 

 ALDO ÊNIO BORGES

 

SANDRA RUFINO CABRAL

 

FERNANDO MARIANO DOS SANTOS MIGUEL

 

 CIRO DE OLIVEIRA LIMA

 

VEREADORES DA CPI: Dinael de Souza Dantas Ramos, José Ricardo de Oliveira Filho e Leaudo Alves Vilela 



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
O Fato Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp