14/10/2021 às 00h36min - Atualizada em 14/10/2021 às 00h36min

Após aberração no tratamento de vítima de fraude, Caixa Econômica Federal emite nota

Vítima recebeu um calote de cerca de R$17.000,00 em clonagem do aplicativo e como resposta da caixa recebeu uma banana da segurança

Jornalista Raudrin de Lima com Assessoria Caixa Econômica Federal
O Fato com Caixa Econômica Federal
O Código de Defesa do Consumidor, foi uma conquista do cidadão para preservar seus direitos, e acabar com os abusos sofridos pelos prestadores de serviços e pelos fornecedores dos bens de consuma. Em Maceió no último dia 11 de outubro de 2021, na agência central da Caixa Econômica Federal no bairro Farol, uma Enfermeira teve seu aplicativo da Caixa clonada, e foi vítima de fraude de cerca de R$17.000,00 (dezessete mil reais), oriundo de 7 anos de economia. Seu esposo Jornalista, foi dar o apoio moral e foi impedido em ter acesso nas dependências da agência da Caixa Farol, e foi vítima de constrangimento ao receber como resposta da segurança da Caixa, o gesto obsceno de uma banana, debochando do desespero em ver sumido sua economia e negado a recuperação do mesmo, em momento em que precisavam do dinheiro para comprar o presente do dia das crianças do seu filho, recém-nascido. Os homens e mulheres de bem do estado de Alagoas, esperam que a justiça seja feita, e que as vítimas sejam indenizadas pelas perdas e danos sofridos, moralmente e financeiramente; o estado democrático de direito não permite esses tipos de tratamentos as vítimas de fraudes no mercado financeiro, que tantos lucros tem com a economia do povo brasileiro. 


Segue a nota da Caixa Econômica Federal:
Prezado,

A CAIXA informa que são valores essenciais do banco o respeito nas relações entre seus empregados e o público, bem como o atendimento com zelo, presteza e prontidão aos clientes e usuários.

Assim, a CAIXA esclarece que condena e repudia o comportamento de empregados e terceirizados que não adotem esses valores. Quanto ao ocorrido, as devidas providências estão sendo adotadas junto à empresa terceirizada.

A CAIXA ressalta que realiza treinamento contínuo com empregados quanto à qualidade no atendimento com os clientes, bem como reforça com as empresas terceirizadas a qualificação de seus funcionários quanto à conduta esperada pela instituição.

Em relação a fraudes, a CAIXA orienta que os cidadãos utilizem única e exclusivamente seus canais oficiais para buscar informações e acesso aos serviços, jamais compartilhando dados pessoais, usuário de login e senha. Senhas e cartões são pessoais e intransferíveis.

O banco esclarece que pedidos de contestação podem ser realizados em qualquer agência da CAIXA. Quanto ao pedido de contestação realizada pela cliente, a instituição informa que foi realizada solicitação de nova análise.

A CAIXA reforça os principais cuidados que devem ser observados:

A CAIXA não possui serviço de motoboy, portanto, não recolhe cartões bancários do cliente, mesmo que inutilizados. Também não pede que o cliente digite ou informe senhas.
Não forneça senhas ou outros dados de acesso em sites ou aplicativos não oficiais, bem como em ligações telefônicas.
Links suspeitos podem levar à instalação de programas espiões, que podem ficar ocultos no celular ou computador, coletando informações de navegação e dados do usuário.
Utilizar sempre navegadores e softwares de antivírus atualizados.
A Caixa jamais solicita senha e assinatura eletrônica numa mesma página, sendo a assinatura digitada somente por meio da imagem do teclado virtual.
A Caixa não envia SMS com link e só envia e-mails se o cliente autorizar.
A Caixa não solicita ao cliente o desbloqueio ou cadastramento de novos dispositivos móveis (celulares).

O banco disponibiliza orientações de segurança em seu portal da internet (www.caixa.gov.br/seguranca).

Em caso de dúvidas, os clientes têm à sua disposição os canais de atendimento ao cliente CAIXA, tais como SAC/Ouvidoria, 0800 ou qualquer uma de suas agências (www.caixa.gov.br/atendimento).



Atenciosamente

Assessoria de Imprensa da CAIXA

caixa.gov.br/agenciacaixadenoticias | @caixa | imprensa@caixa.gov.br

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

80.5%
19.5%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...