28/09/2021 às 10h11min - Atualizada em 28/09/2021 às 10h11min

João Catunda anuncia vinda do FNDE a Alagoas em outubro

Assessoria
Foto: Igor Pereira

O presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Vereadores de Maceió, João Catunda, informou nesta segunda-feira (27) que representantes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) aceitou o convite da comissão para vir a Alagoas realizar uma força-tarefa com os municípios. O objetivo é agilizar a resolução de pendências das prefeituras e destravar investimentos para políticas de ensino, no momento de volta às aulas presenciais. "Os representantes já programaram a visita na segunda quinzena de outubro. A ideia é também preparar as secretarias para viabilizar a estrutura necessária para este retorno com segurança, com apoio do Governo Federal", declarou Catunda. 

De acordo com Catunda, os secretarários têm tido dificuldades para manejar o sistema da FNDE. "Será uma ótima possibilidade de tirar dúvidas e estreitar aos laços entre as gestões municipais de educação com o MEC e atrais mais programas oara nosso Estado". A declaração foi dada na reunião dos secretários municipais de Educação, na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA).


*Tecnologia*

Catunda também defendeu que as secretarias de Educação dos municípios cada vez mais implantem o sistema híbrido de ensino e adote a tecnologia como uma ferramenta essencial para o aprendizado atualmente. "Acesso à internet e aos equipamentos como celular, tablet e notebook não é luxo, é direito. Os alunos da rede privadas já têm em grande parte e os da rede pública, não. Isso é uma desigualdade educacional que precisa ser combatida com seriedade", defendeu Catunda, que deu dados como o da Unesco, de que há cerca de cinco milhões de estudantes brasileiros sem equipamentos ou dados de internet. 

O presidente da Comissão de Educação ainda afirmou que o leilão do 5G que vai ocorrer no Brasil, neste fim do ano, contempla nele a ampliação de acesso à internet em todas as escolas do Brasil, resolvendo o problema de muitas escolas rurais ou de interiores distantes da capital.


*Volta às Aulas*

O secretário municipal de Educação de Maceió, Elder Maia, explanou sobre a volta às aulas na capital. Falou da necessidade de construir mais 30 centros municipais de educação infantil (CMEIs) e da dificuldade de gerir o problema das escolas perdidas com o afundamento de cinco bairros pela tragédia da mineração de sal-gema pela Braskem. Elder Maia também reconheceu o trabalho da campanha Volta às Aulas Segura, realizada pela Comissão de Educação da Câmara dos Vereadores. "O vereador João Catunda é um parceiro e vem nos acompanhando nas visitas às escolas".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

80.5%
19.5%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...