16/07/2021 às 21h24min - Atualizada em 16/07/2021 às 21h24min

PANDEMIA: GOVERNO INICIA ENTREGA DE 250 MIL CESTAS BÁSICAS A FAMÍLIAS CARENTES NA SEGUNDA (19)

Agência de Notícias

Começa na próxima segunda-feira (19) a distribuição das 250 mil cestas básicas adquiridas pelo Governo do Estado e que serão destinadas a famílias que vivem em situação de extrema pobreza e estão inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). A ação faz parte do pacote de auxílio do Vacina Alagoas, programa lançado pelo governador Renan Filho em abril deste ano para ajudar os municípios a acelerarem a vacinação contra a Covid-19 e oferecer suporte às famílias mais necessitadas por conta da pandemia.

Na manhã desta sexta-feira (16), a secretária de Estado da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, Fabiana Pessoa; e o executivo da Pasta, Elizeu Rêgo, fizeram uma inspeção no galpão onde estão sendo preparadas as cestas básicas para a entrega aos 102 municípios alagoanos. Neste primeiro momento, serão distribuídas 50 mil unidades.

Ao todo, o Governo do Estado investiu, em recursos próprios, cerca de R$ 17 milhões na aquisição das 250 mil cestas básicas. “Hoje a gente conseguiu formar o primeiro lote para dar início à distribuição na próxima semana. Estamos recepcionando as primeiras 50 mil cestas e, a partir de segunda, os municípios serão contactados para fazer o agendamento de retirada dos alimentos, com data e horário, informando o quantitativo que terão direito nesse primeiro lote”, explicou a secretária.

Elizeu Rêgo reforçou que a distribuição está sendo feita pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (Seades), em parceria com a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA).

“Cada cesta tem 12 produtos básicos: feijão, arroz, leite, fubá, farinha, açúcar, peixe em conserva, óleo de soja, café... Cada cesta tem 14kg e chega em hora muito oportuna para atender minimamente a população que tanto precisa”, destacou o secretário executivo da Seades.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...