29/10/2015 às 15h16min - Atualizada em 29/10/2015 às 15h16min

Movimentos Sociais Convoca Ato Pela Redução de Salários de Vereadores de Maceió

O Fato

Em diversos municípios do BRASIL, populares estão se organizando para impedir que os vereadores aumentem o número de cadeiras no legislativo. A intenção é direta: são contra mais vereadores nas cidades. Paralelamente, essa movimentação é contra o aumento de salários e defende a redução dos valores pagos atualmente. Sendo assim, é importante provocar a seguinte reflexão: o vereador precisa receber subsídios? Se sim, como calcular o valor do subsídio em relação a realidade de cada município?
É sabido que em muitos municípios o número crescente de candidatos às vagas nas câmaras municipais é resultado do interesse pelo salário e estrutura recebidos por cada vereador. Ou seja, não se candidata para ser legislador pela possibilidade de fiscalizar o poder executivo, criar e sugerir leis entre outras atribuições desta natureza. Sendo assim, quantos candidatos a vereador teríamos se não existisse remuneração ou se ela fosse de um salário mínimo?
Em algumas cidades onde os populares se organizaram contra o aumento de salários dos vereadores, estenderam o protesto contra cargos comissionados no legislativo e executivo. Em momentos de crise, onde trabalhadores vivem assustados com a possibilidade do desemprego e fazem mágicas com suas rendas, é natural que os institutos de indignação e protesto fiquem mais aguçados.
Cabe ao meio político avaliar cada novo passo e colocar em prática o exercício da coerência.Os organizadores deste evento criado no Facebook que pede a redução da remuneração dos vereadores de maceió querem transformar a ideia em um projeto de lei de iniciativa popular. Para isso precisamos conseguir mais de 60 mil assinaturas para que a proposta seja levada aos vereadores. A ideia surgiu depois da reunião do MCCE/ALAGOAS E O MOVIMENTO CARAS PINTADAS DO ESTADO DE ALAGOAS,CRIARAM O MOVIMENTO POLITICO GATOS PINGADOS. A proposta de Curitiba tem cinco pautas principais. A redução dos subsídios dos vereadores, a diminuição de 50 por cento da verba de gabinete dos vereadores e fim do subsídio de transporte (carro e gasolina). A proposta também pede a implementação do cartão ponto para os cargos comissionados e a disponibilização em tempo real na internet de todas as despesas dos gabinetes. Segundo o organizadores da proposta á proposta que será encaminada para Câmara Municipal de Maceió o mesmo modêlo de Curitiba; a ideia é discutir com os vereadores qual a porcentagem do salário deles que pode ser reduzida;conclui um dos coordenadores do movimento Fernando Cpi.Contato:(82)99948-8350


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.2%
20.8%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...