24/10/2020 às 18h25min - Atualizada em 24/10/2020 às 18h25min

Corrupção: Justiça pede bloqueio de bens da candidata a prefeita de Flexeiras Silvana Cavalcante e da mãe de seu vice

Crime sem castigo:Flexeiras nas eleições municipais vira palco de banditismo com assassinato de candidato a vereador e crime até o momento impune

O Fato com Agência de Notícias
Internet

O Ministério Público Federal impetrou uma ação civil pública pedindo o bloqueio dos bens da candidata a prefeita de Flexeiras, Silvana Cavalcante, por improbidade administrativa. O inquérito é referente ao ano de 2009, quando Silvana era prefeita (entre 2009 e 2016) e firmou o convênio com o Ministério do Turismo, recebendo da União o valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), para realização do evento denominado “Forró Fest Flexeiras 2009”. 

O núcleo de Combate à Corrupção do MPF descobriu várias irregularidades na aplicação desses recursos, como a condução da inexigibilidade de licitação para a realização de shows artísticos pela empresa Show Premium Consultoria e Eventos LTDA, bem como dispensa indevida de licitação na contratação de agência de publicidade para veiculação de propagandas do evento.

A justiça também pede o bloqueio de bens de Maria Magalhães da Costa, que era presidente da Comissão Permanente de Licitação da prefeitura, na época. Maria Magalhães é mãe do atual candidato a vice-prefeito na chapa de Silvana, Rodrigo Magalhães.

Crime sem castigo



O assassinato do pré-candidato a vereador por Flexeiras, Adervan Aprígio da Rocha, até agora sem prisão dos mandantes do barbáro assassinato, a sociedade clama por justiça.
Adervan Aprígio da Rocha tinha 46 anos e foi morto a tiros em um local conhecido como "Usina Peixe". Testemunhas disseram à polícia que Adervan teria sido abordado por três homens que estavam num carro branco. Segundo o relato, eles mandaram a vítima deitar no chão e efetuaram os disparos. Depois fugiram do local. Ninguém conseguiu anotar a placa do veículo. O crime aconteceu na rua onde Adervan morava.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

78.3%
21.7%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp