03/01/2020 às 19h35min - Atualizada em 03/01/2020 às 19h35min

GRUPO GAY DE ALAGOAS E DE MACEIÓ FALA EM POSSIVÉL PRISÃO DO BLOGUEIRO BERNARDINO DE SOUTO MAIOR POR SUPOSTA HOMOFOBIA

Liberdade de Expressão dar direito fomentar homofobia?

O Fato
Internet
No último domingo dia 29 de dezembro de 2019, o blogueiro Bernardino de Solto Maior, postou em seu blog “Começou 2020? Pré Candidatos em Maceió ganham apelidos”, na página interna do blog Bernardino cita vários apelidos, entre eles “Bicha Tia”, gerando a indignação de vários movimentos e personalidades que lutam contra a Homofobia em Alagoas; entre eles Marcelo Nascimento, fundador do GGAL(Grupo Gay de Alagoas), Presidente PT Maceió e pesquisador na área de Direitos Humanos e diversidade sexual e de gênero, falou ao “O Fato”, “Esse tipo de "jornalismo" é baixaria e faz apologia a preconceitos. Só reproduz machismo e homofobia a serviço das elites políticas locais. Trata um candidato pejorativamente de "bicha tia" e o outro chama de "delegado". Vejam a disparidade dos tratamentos por trás desse tipo de jornalismo chulo, baixo e preconceituoso. Portanto, cabe providências no campo judicial considerando que o STF criminalizou a homofobia no país”. Messias Mendonça, Presidente do Grupo Gay de Maceió e Representante em Alagoas da Aliança Nacional LGBTI em entrevista ao “O Fato”,” Acho um absurdo essa atitude tão baixa por parte do Blogueiro Bernardino Souto Maior, que a vida particular de um pré-candidato só a ele diz respeito, com um ataque Bolsomista homofóbica contra a comunidade GLBT,  o Grupo Gay de Maceió irá acionar o Ministério Público, para que esse tipo de atitude não venha mais acontecer, e não querer denegrir a imagem de candidatos em sua orientação sexual, é uma atitude baixa praticado por Bernardino, ele deveria tomar vergonha na cara e respeitar as particularidades das pessoas, iremos levar as instâncias superiores em Alagoas e no Brasil, para Superintendência de Direitos Humanos de Alagoas, para Promotoria 61 para Direitos Humanos de Alagoas, esse crime não pode ficar impune, iremos fiscalizar os passos desse blogueiro se ele vai continuar com atos de pré-conceito contra a orientação sexual de membros da sociedade, iremos também acionar os Conselhos de combate as descriminações do Estado de Alagoas e de Maceió; o Grupo Gay de Maceió não vai deixar impune essa apologia à homofobia por parte de Bernardino de Souto Maior”, conclui Messias Mendonça Presidente do Grupo Gay de Maceió. Nildo Correia, Presidente do Grupo Gay de Alagoas enviou uma declaração para nossa equipe de jornalismo: “O GGAL recebeu a notícia através de denúncia feita por um de seus filiados, que ao paginar a internet, ficou perplexo com o conteúdo da matéria e seu humor negro e totalmente preconceituoso. Diante de tal notícia e denúncia o grupo Gay de Alagoas - GGAL buscará a OAB para denunciar o ocorrido, como também, através de seu setor jurídico entrará com uma reapresentação contra o jornalista no Ministério Público do Estado de Alagoas e fará um pedido de retratação pública”. Nildo Correia afirmou ao “O Fato” que o ocorrido pode ser enquadrado como crime de homofobia, crime este que pode levar a prisão de acordo O racismo é um crime inafiançável e imprescritível segundo o texto constitucional e pode ser punido com um a cinco anos de prisão e, em alguns casos, multa. por 8 votos a 3, os ministros determinaram que a conduta passe a ser punida pela Lei de Racismo (7716/89), que hoje prevê crimes de discriminação ou preconceito por "raça, cor, etnia, religião e procedência nacional". Até onde a liberdade de expressão dar direito a fomentar homofobia, com campanha de pré-conceito de ódio contra opção sexual, não respeitando a dignidade da pessoa humana, procurando denegrir a imagem com expressões como foi usado “Bicha Tia” , querendo externar uma expressão de “bicha velha”, de forma desprezível , depreciando a imagem de pessoas por sua opção sexual e por sua idade, além de um crime homofóbico e outro crime contra o estatuto do idoso. Esperamos que os movimentos de defesa do público Gay possam dar uma resposta á altura. O OAB ficou de se pronunciar sobre o caso, em contato com “O Fato”, a assessoria de comunicação comunicou que se encontra em recesso.   
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...