08/12/2018 às 15h23min - Atualizada em 08/12/2018 às 15h23min

GGAL realiza 3ª edição do Casamento Coletivo LGBTI+ de Alagoas

O FATO COM ASCOM/GGAL
Desde 2011, após o Supremo Tribunal Federal (STF) aprovar a união civil entre pessoas do mesmo sexo, mais de 60 mil casais LGBTI+ já oficializarão suas uniões, segundo o IBGE.

Em AL uma ação do Grupo Gay de Alagoas – GGAL, esta contribuindo e muito no aumento dessas oficializações, trata-se do “ Casamento Coletivo LGBTI+”, realizado pela instituição, em parceria com o Tribunal de Justiça de Alagoas, através do programa Justiça Itinerante, que na próxima semana já realizará sua 3ª edição, alcançando a margem de mais de 100 oficializações ao longo das três edições.

O evento será uma cerimônia fechada para 300 pessoas, entre convidados dos casais, autoridades e imprensa, e ocorrerá na próxima segunda-feira, 10/12, a partir das 15: horas, no jardim do Museu Théo Brandão.

“A decisão do STJ em 2011 resultou numa ampla discussão sobre casamento homossexual e preconceito, mas permitiu também uma ampla reflexão sobre liberdade, ou seja, a comunidade LGBTI+ garantiu no plano jurídico direito à herança do companheiro, ou companheira, pensão alimentícia em caso de separação, declaração conjunta do Imposto de Renda e o direito à adoção de filhos como casal, entre outros.    Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o Brasil tem mais de 60 mil casais homossexuais”, afirma Nildo Correia – presidente do Grupo Gay de Alagoas, e responsável pela ação.


Fonte: ASCOM/GGAL

Informações a imprensa: 82 99644-1004
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...