15/01/2018 às 21h59min - Atualizada em 15/01/2018 às 21h59min

Polícia Federal recebe denúncia do Maceió Verão que envolve Ruí Palmeira

A Redação
O Fato
O Fato

Na manhã desta segunda-feira dia 15 de janeiro de 2018, o Movimento Caras Pintadas, protocolou na Superintendência Regional da Polícia Federal no bairro do Jaraguá em Maceió, pedido de investigação de um suposto esquema na licitação na Prefeitura de Maceió, do evento milionário “Maceió Verão”, que envolve recursos federais oriundos de patrocínio da Caixa Econômica Federal, Governo Federal, Sebrae  e recursos da iniciativa privada. O suposto esquema de licitação foi promovido pela ARSER (Agência Municipal de Regulação de Serviços Delegados), órgão responsável por todas as licitações da Prefeitura de Maceió. A ARSER é dirigido por Ricardo Wanderley, pessoa indicada pelo ex Prefeito do município alagoano de Paripueira Abraão Moura, para o cargo mais importante da Prefeitura de Maceió. Quem é Abraão Moura para ter tanto poder em indicar Ricardo Wanderley seu ex-procurador geral quando Abraão Moura era Prefeito de Paripueira e na SMTT, ocupado pelo irmão de Abraão Moura, Antônio Moura? Abraão Moura é o personagem responsável pela queda do pai do Prefeito de Maceió Rui Palmeira, Guilherme Palmeira, na chapa vitoriosa para Vice-presidente da república de Fernando Henrique Cardoso, motivado pelo suposto esquema de propina da “Construtora Sérvia em 1992”. Que beneficiava candidatos em Alagoas.

Jornal do Brasil 1992

O Caso:                                                         

No dia 05 de maio de 2017, a empresa pernambucana Branco Promoções públicos em sua página no FACEBOOK, um banner anunciando vendas de camarotes no “Maceió Verão”, meses antes da chamada de licitação, desta forma deixando um suposto esquema de carta marcada para contratação da empresa Branco Promoções e Eventos, empresa essa envolvida em vários escândalos de suposta improbidade administrativa no estado de Pernambuco.

Só no dia 26 de outubro de 2017 foi publicado o aviso de licitação de concorrência pública do “Maceió Verão” e como já estava sendo anunciado o evento promovido pelo Branco Promoções em maio, a empresa foi a vencedora da licitação. “A empresa Branco Promoções e Eventos deve ter algum grau de mediunidade para saber que seria a empresa vencedora em outubro de 2017 em uma visão de clarividência em maio de 2017”, questiona perplexo Raudrin de Lima Coordenador Nacional do Movimento Caras Pintadas.

Esteve também presente na sede da Polícia Federal, Victor Ferro, buscando informações para acionar a Polícia Federal em supostos esquemas de corrupção em Arapiraca. Raudrin avisa que não vai mais admitir qualquer tipo de ameaças  e xingamentos por parte de pessoas ligadas ao Prefeito de Maceió, e que tomará as devidas providências legal judicial que o caso requer e continuarar fazendo seu pael de combate a improbidade administrativa e corrupção doe quem doer, pois não tem medo de aspones que só sabem puxar saco para crescer nos olhos de seus mandatários;Raudrin de Lima dos Caras Pintadas conclui que já exerceu cargos públicos, e isso não dar o direito de ninguem cometer crimes, e calar sua boca no que é errado." Vou continuar o bom combate e não venham querer me calar com justificativas que não dizem respeito no que está errado, faça certo para dar tudo certo e não contem com meu silêncio no que é errado", encerra Raudrin de Lima Coordenador Nacional do Movimento Caras Pintadas.

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.2%
20.8%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...