21/08/2017 às 01h33min - Atualizada em 21/08/2017 às 01h33min

Temer alega que reunião com Aécio foi para tratar da Cemig

Encontro no Palácio do Jaburu foi criticado pela Executiva do PSDB em São Paulo

O Fato com JB

O presidente Michel Temer declarou neste domingo (20) em sua conta no Twitter que a reunião de sexta-feira (18) com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) no Palácio do Jaburu foi realizada para tratar sobre a situação da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). A reunião gerou especulações sobre a possibilidade da motivação do encontro ser um esvaziamento do poder do presidente interino da legenda, Tasso Jereissati.

Na quinta-feira (17), o PSDB veiculou propaganda na TV, destacando que o Planalto faz cooptação de congressistas com favores. "Erramos ao ceder ao jogo da velha política", dizia a peça publicitária, que teria sido idealizada por Jereissati.

"Senadores tratam dos assuntos de interesse de seu Estado. Nada mais normal. Teorias da conspiração são assunto de quem não tem o que fazer", comentou Michel Temer.

"Teorias da conspiração são assunto de quem não tem o que fazer", escreveu Michel Temer

Temer também reforçou que não entra em assuntos internos de outras legendas. “Não o fiz, nem o faria em relação ao PSDB".

Jereissati ocupa a presidência do partido no lugar de Aécio Neves, depois que este foi denunciado no Supremo pelos crimes de corrupção e obstrução de justiça, no âmbito das delações de executivos da JBS. Aécio chegou a ser afastado do cargo de senador, em maio, mas retomou as atividades na Casa em julho.

A Executiva do PSDB em São Paulo criticou a reunião de Aécio Neves com Michel Temer, em nota. O encontro não estava na agenda oficial da Presidência e foi confirmado pelo Palácio do Planalto apenas horas depois. 

"A executiva do diretório do PSDB na cidade de São Paulo repudia veementemente qualquer tentativa de articulação política partidária entre o presidente nacional do partido que está licenciado, Aécio Neves, e o presidente Michel Temer",  escreveu o vereador Mario Covas Neto em nota publicada em rede social. 

O PSDB tem 4 ministros no governo de Michel Temer.

O governo Temer pretende realizar um leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig, que estão com concessões vencidas. 

>> Programa de TV do PSDB ataca tudo e a todos, inclusive a si próprio

>> PSDB decide manter Aécio afastado da presidência do partido e mantém Tasso

>> “Tem que tirar esse cara”, diz Aécio sobre chefe da PF em conversa com Joesley

>> "Fui vítima de uma armadilha", diz Aécio Neves em volta ao Senado

Da Agência Brasil


Link
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

80.5%
19.5%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...