21/03/2017 às 10h50min - Atualizada em 21/03/2017 às 10h50min

STF autoriza 1ª operação da Lava-Jato com base nas delações da Odebrecht, Renan Calheiro um dos alvos

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em 4 estados

O Fato com Agência

BRASÍLIA - Agentes da Polícia Federal cumprem na manhã desta terça-feira uma nova fase da Operação Lava-Jato, a primeira com base nas delações dos 78 executivos da Odebrecht. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em Pernambuco, Alagoas, Bahia, Rio e no DF. A PF faz buscas em endereços de pessoas acusadas de fraudes no âmbito da operação e ligadas aos senadores Renan Calheiros (AL), Eunício de Oliveira (CE), Valdir Raupp (RO), todos do PMDB, e Humberto Costa (PT-PE), de acordo com a TV GLOBO.

Os mandados foram solicitados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizados pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Acompanhados pelo Ministério Público Federal (MPF), os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão no Edifício Maria Beatriz, na Avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Os agentes foram à casa do empresário Mário Barbosa Beltrão e de Sofia Nogueira Beltrão, segundo o G1.

Na capital federal, os agentes fizeram buscas na empresa Confederal, de transporte de valores. O mandado na Confederal tem como alvo pessoa ligada ao senador Eunício Oliveira, segundo as investigações.

 

Fachin deve receber hoje os 83 pedidos de abertura de inquérito contra parlamentares e ministros, feitos com base na delação premiada de 78 executivos da Odebrecht. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou os pedidos ao STF na última terça-feira. Desde então, o material está sendo autuado e digitalizado. A expectativa é de que Fachin abra os inquéritos e derrube o sigilo do caso, como pediu Janot, no fim desta semana, ou na próxima semana.

Também foram enviados ao STF 211 casos nos quais a PGR encontrou indícios de irregularidade contra pessoas sem direito a foro no Supremo. Os casos foram remetidos à Corte, que fará o encaminhamento aos tribunais inferiores para análise. Janot também solicitou sete arquivamentos e 19 outras providências – que podem ser, por exemplo, operações de busca e apreensão. No total, foram enviados ao STF 320 pedidos.

O Globo


Link
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

80.5%
19.5%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...