17/03/2017 às 00h29min - Atualizada em 17/03/2017 às 00h29min

Polícia indicia servidor da Seplag acusado de hackear site de vendas

Segundo PC o servidor público efetuou mais de duas mil compras online

O Fato com Ascom PC

A Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos concluiu a investigação de um ataque cibernético a um site de venda de ingressos. O suspeito de hackear o portal, que não teve seu nome revelado, é funcionário do setor de geoprocessamento da Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag).

De acordo com a PC, o acusado efetuou mais de duas mil compras online em um curto período de tempo, gerando um valor de quase seis milhões de reais em ingressos. A plataforma não suportou a ação criminosa e ficou sem acesso.

O dono do site percebendo que estava sendo vítima de um hacker registrou a ocorrência junto à especializada que deu início as investigações.

Dias após o fato, um novo ataque aconteceu e inúmeras compras foram realizadas novamente. Os agentes constataram que os nomes e os CPFs utilizados eram repetidos.

Após diligências, foi identificado que a rede utilizada para a realização da ação criminosa havia sido da Seplag e que apenas nove funcionários teriam acesso às máquinas.

As investigações revelaram que o IP (protocolo de Internet), número de identificação do computador utilizado para o crme, conferia com os dados de um dos funcionários do setor de Geoprocessamento.

Após a identificação do suspeito, o delegado Felipe Caldas esclareceu o crime e indiciou o acusado por invasão de dispositivo informático e por infração contra a ordem econômica.

*Com Ascom PC


Link
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

80.5%
19.5%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...