20/11/2016 às 17h46min - Atualizada em 20/11/2016 às 17h46min

Em hospital, Anthony Garotinho passa por angioplastia e recebe implante de stent

O Fato com JB

O ex-governador Anthony Garotinho foi submetido a um cateterismo cardíaco na manhã deste domingo (20). De acordo com a assessoria do hospital  Quinta D'Or, onde está internado, na Zona Norte do Rio, foi diagnosticada obstrução em ramo da coronária direita, que foi tratada com angioplastia e implante de “stent” farmacológico, com sucesso. Após o procedimento, Garotinho encontra-se estável, em observação na Unidade Cardiointensiva.

O médico de Garotinho, Marcial Raul Navarrete Uribe, destacou que "houve risco potencial ao paciente de infarto agudo do miocárdio, quando submetido à situação de stress, como ocorreu com sua remoção intempestiva, inadequada e desnecessária".

Garotinho foi preso na última quarta-feira, na operação 'Chequinho', da Polícia Federal, que apurava compra de votos através da distribuição do cheque cidadão em Campos. O ex-governador nega envolvimento com o caso.

Após a prisão, Garotinho se sentiu mal e foi levado para o Hospital Souza Aguiar, no Centro. Contudo, uma liminar concedida pelo juiz da 100ª Zona Eleitoral de Campos, Glaucenir Silva de Oliveira determinou que ele fosse levado para o presídio de Bangu.

O ex-governador, sob protesto da família, foi levado para uma UPA no Complexo de Gericinó. Contudo, a ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou na sexta-feira (18) que ele fosse transferido para um hospital e que após o prazo necessário para a conclusão dos exames e procedimentos médicos indicados pela equipe, ele ficasse preso em regime domiciliar.

Defesa de Garotinho diz que entrará com representação contra juiz por calúnia

O advogado da família de Garotinho, Fernando Augusto Fernandes, afirmou no sábado (19) que a defesa irá representar contra o juiz da 100ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes, Glaucenir Silva de Oliveira pelo crime de denunciação caluniosa. "O relatado pelo juiz, após seus abusos de autoridade e cenas grotescas da semana, merece resposta unicamente jurídica e ele irá responder criminalmente por denunciação caluniosa", declarou Fernandes.

O juiz acusou Garotinho e o filho Wladimir Matheus de terem oferecido, por intermédio de terceiros, R$ 5 milhões a pessoas conhecidas pelo juiz para evitar a prisão de ambos.

Garotinho se revolta ao ser retirado de hospital para presídio

Garotinho se revolta ao ser retirado de hospital para presídio

Garotinho se revolta ao ser retirado de hospital para presídio

A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro requereu à Polícia Federal que instaure inquérito para investigar a denúncia. Na acusação, o juiz afirmou que inicialmente foi feita uma proposta de R$ 1,5 milhão e depois de R$ 5 milhões em troca de decisões judiciais favoráveis aos investigados.

>> Garotinho é transferido de presídio para hospital particular

>>Em áudio, Garotinho afirma que vão matá-lo na cadeia

De acordo com o procurador regional eleitoral Sidney Madruga, as propostas de propina teriam sido feitas há cerca de um mês, mas o juiz resolveu fazer a denúncia agora para preservar as investigações e a operação.

Garotinho foi preso na quarta-feira (16) pela Polícia Federal suspeito de participar de um esquema de compra de votos investigado pelo Ministério Público Eleitoral e pela Polícia Federal.

“Os fatos serão apurados, em caráter urgente, pelo Ministério Público e Polícia Federal, pois a situação retratada pelo magistrado é extremamente grave", disse o procurador regional eleitoral Sidney Madruga.

Na noite dessa sexta-feira (18), a procuradoria também expediu ofícios em caráter de urgência ao Ministério Público Estadual e ao Tribunal Regional Eleitoral para que a Promotoria em Campos tome as medidas necessárias para reprimir possíveis ilícitos criminais e eleitorais cometidos por Garotinho e pelo filho. De acordo com Madruga, haveria indícios de que Garotinho tentou ainda interferir no trabalho de investigação da Polícia Federal.


Link
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...