16/11/2016 às 11h31min - Atualizada em 16/11/2016 às 11h31min

Garotinho é preso pela Polícia Federal no Flamengo, Zona Sul do Rio

O Fato com JB

O secretário de Governo de Campos e ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, foi preso preventivamente por volta das 10h30 desta quarta-feira (16) pela Polícia Federal de Campos, em um apartamento onde mora na Rua Senador Vergueiro, no Flamengo, na Zona Sul da cidade. O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira. 

A defesa de Garotinho diz que a prisão é ilegal. O secretário de Campos foi levado para a sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro, na Zona Portuária, e seria encaminhado depois para Campos ainda nesta quarta-feira. 

A detenção faz parte de mais uma fase da Operação Chequinho, que investiga suposto uso eleitoral do programa "Cheque Cidadão". A Polícia Federal cumpre mandados de prisão desta operação há cerca de um mês.

Mandado de prisão contra Garotinho foi expedido pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira

Mandado de prisão contra Garotinho foi expedido pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira

Mandado de prisão contra Garotinho foi expedido pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira

O advogado criminalista Fernando Fernandes havia impetrado habeas corpus com pedido de liminar neste sábado (12), para garantir que o Juízo da 100ª Zona Eleitoral não decretasse prisão provisória contra Garotinho. 

No início do mês, a segunda fase da operação prendeu em Copacabana a ex-assessora particular da prefeita Rosinha e vereadora eleita Linda Mara Silva (PTC). A ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social, Ana Alice Alvarenga, e a radialista Beth Megafone, também foram presas, além do vereador Kellinho (PR), a ex-coordenadora do Cheque Cidadão, Gisele Koch, o vice-presidente da Câmara, Thiago Virgílio.

Em meados de outubro, na primeira fase da operação, foram presos os vereadores Miguel Ribeiro machado e Ozéias Martins. 

O Ministério Público alega que, entre 30 mil beneficiários do cheque cidadão, 18 mil fariam parte do esquema, o que renderia um desperdício de R$ 3,5 milhões por mês.


Link
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...