06/11/2016 às 23h14min - Atualizada em 06/11/2016 às 23h14min

Dois Perdidos Numa Noite Suja

DAVID HERNANDES - Radialista e Blogueiro

De Plínio Marcos Dois perdidos numa noite suja foi escrita em 1966, virou filme por duas vezes em 19970 e 2012.. Agora em 2016 ao completar 50 anos ganha nova versão para o teatroo nde Kaiky Brito e Rodrigo Simas dão vida a Paco e Tonho que  que vivem à margem da sociedade e buscam por emprego.

Tonho tem estudo, porém, não tem sapatos decentes para se candidatar a uma vaga de trabalho. Paco é flautista; lhe falta o instrumento, mas ele tem os sapatos – estes são invejados pelo amigo.

Paco, um sujeito de caráter duvidoso, que vive chamando Tonho, de forma pejorativa, de homossexual. “Ele nunca teve amor e atenção como Tonho teve, por isso, traz o lado da arrogância e intolerância”. 

A peça tem a direção de Luiz Valcazaras que conheceu Plínio Marcos em 1982 enquanto o autor vendia os próprios livros na porta de um teatro. Já naquela época o diretor acompanhava o trabalho do dramaturgo e, em 2010, prestou a primeira homenagem a ele com “Navalha na Carne” (1967). Desta vez, além de dirigir, Valcazaras assina iluminação, cenografia e trilha sonora e diz “Assim como o original, a peça é rodeada de uma forte carga dramática e a iluminação dá ainda mais esse peso. “Nesta versão, os elementos usados ajudam a codificar o ser humano; dão a sensação de estarmos dentro da alma”

EVENTO : Dois Perdidos Numa Noite Suja

LOCAL : Teatro Deodoro

DIAS: 26 e 27 de Novembro 

PREÇO: ingressos a partir de R$20,00


Link
Notícias Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

79.4%
20.6%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...