28/10/2016 às 15h26min - Atualizada em 28/10/2016 às 15h26min

Domingo é dia de votar NULO

Com o fim dessa paupérrima, pífia e inescrupulosa campanha eleitoral, na qual os dois candidatos disputaram, além de votos, quem conseguia mentir mais e quem emplaca o “jingle” mais ridículo, chegou a hora de irmos às urnas para a escolha de quem será o prefeito de Maceió, pelos próximos quatro anos. Bem, e depois de uma reflexão, que nem precisou ser tão profunda assim, decidi: domingo é dia de votar nulo! Explico.

Apesar de suas origens serem absolutamente diferentes, Cícero e Rui atendem a um mesmo projeto de governo e seus partidos protagonizaram um dos mais sórdidos golpes institucionais a que já assistimos nesse país. Nos dois mandatos de Cícero e nesse do Rui, percebemos pontos de muitas semelhanças, mormente, no que se refere às prioridades escolhidas por ambos.

Maceió vive um paradoxo social, pois abriga, simultaneamente, uma Noruega (país de melhor IDH do mundo), como a Ponta Verde, por exemplo, cujo IDH é 0,956, e uma Angola (país miserável, como são todos da chamada África subsaariana), como se verifica em localidades como nos conjuntos Carminha, Princesa e Alto da Alegria, que possuem um IDH de 0,522.

Cícero governou e Rui governa para a Noruega que existe em Maceió, privilegiando obras que atendem aos reclames dessa parte da cidade, em detrimento do absoluto desdém imposto à periferia, onde não saneamento básico, o transporte é uma vergonha, não há espaço de lazer de cultura, o que contribui significativamente para o aumento da violência nessas localidades.

Nesse cenário, não há outra opção para os trabalhadores que moram na periferia de Maceió, que sentem na pele as consequências do desprezo a que são submetidos, senão o de votar NULO, que é maneira mais eficiente para dizer um robusto e induvidoso NÃO a esses dois candidatos que não lhes representam.  

Link
Relacionadas »

Você é a favor da retirada da BRASKEM de Maceió?

78.8%
21.2%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...